Curta a nossa pagina no facebook !!!






quarta-feira, 31 de agosto de 2016





Turismo lança guia para atender bem turistas com deficiência

Cartilha apresenta dicas de bom atendimento para viajantes com algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida

Atento à necessidade de que o turismo deve ser acessível à todos, o Ministério do Turismo apresenta nesta quarta-feira (31), na Casa Brasil, o guia Dicas para atender bem turistas com deficiência, a publicação é dirigida especialmente aos prestadores de serviço do setor. A iniciativa vai ao encontro do Plano Nacional de Turismo 2013-2016, da Pasta, que prevê em suas ações a formulação de políticas públicas para o desenvolvimento dos segmentos turísticos de demanda própria como é o caso das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

“É necessário conscientizar as pessoas de como elas devem se comportar em relação ao turista com deficiência. A intenção do Ministério é auxiliar e valorizar pessoas com deficiência, no sentido de dar a elas condições de transitar e ter sua atividade turística da melhor maneira possível. Vamos distribuir os guias para todos aqueles que recebem e dão apoio aos turistas”, afirmou o secretário nacional interino de Qualificação e Promoção do Turismo, Hercy Rodrigues.

A cartilha voltada para o atendimento de turistas com deficiência ou mobilidade reduzida ressalta que a acessibilidade é um direito universal que garante a melhoria da qualidade de vida das pessoas, permitindo uma maior autonomia não apenas para pessoas com deficiência, mas para pessoas com mobilidade reduzida, como grávidas e pessoas idosas. 

“Esse é mais um passo importante que o MTur dá em direção ao turismo acessível para todos. Afinal, atender bem é uma premissa universal do turismo e além da acessibilidade na estrutura dos atrativos e empreendimentos, é importante que os prestadores de serviços turísticos saibam como bem atender as pessoas com deficiência. Afinal, as necessidades e características de uma pessoa com deficiência auditiva são diferentes das necessidades e características de uma pessoa com deficiência visual ou mobilidade reduzida”, afirmou o ministro interino do Turismo, Alberto Alves.

Ao todo foram produzidos 35 mil exemplares do guia, que já está sendo distribuído a prestadores de serviço turístico de todo Brasil, com maior foco no Rio de Janeiro e cidades do futebol, de forma a auxiliar os profissionais que estão atendendo os turistas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. 

OUTROS GUIAS - O Ministério do Turismo também está em fase de produção de outros dois guias que serão direcionados ao atendimento de pessoas idosas e ao público LGBT.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Gostou? Faça o seu comentário.